Nosso corpo possui mais de 800 zonas erógenas, aliás em potencial, todo corpo possui pontos que funcionam como "gatilhos" para o prazer e a excitação sexual, sendo a pele, o nosso maior órgão de prazer. Observar o efeito de cada toque em cada pedacinho do corpo do parceiro é uma aventura a ser vivida na cama. Já pensou em descobrir pontos que só você ou ele sabem? Autoconhecimento, amor, intimidade e paixão são os ingredientes necessários para embarcar nessa jornada. Afinal, quando queremos que a nossa relação seja duradora e feliz, amor e sexo andam juntos e de mãos dadas.

O QUE SÃO AS ZONAS ERÓGENAS?

São áreas do nosso corpo repletas de terminações nervosas, que quando estimuladas proporcionam a sensação de prazer. Essas regiões não estão restritas às genitálias, o nosso corpo inteiro é cheio de terminações, sendo possível falarmos que ele é por inteiro erógeno. Existem inúmeras possibilidades sensoriais para explorar o corpo e despertar a potência orgástica sua ou de seu parceiro. O arrepio sentido durante um beijo no pescoço ou na orelha é uma reação imediata em algumas pessoas, mas, afinal, quais são as zonas erógenas do meu corpo?

Como posso conhecê-las?

Uma experiência interessante e necessária para se autoconhecer é explorar o corpo pelo toque e a nossa capacidade de acumular excitação como resposta, e vivenciar descargas potentes e prazerosas conhecidas como orgasmo. Quando entendemos que o corpo inteiro é capaz de sentir e proporcionar prazer, abrimos um leque de possibilidades para acumular níveis de excitação.

ZONAS ERÓGENAS DO CORPO FEMININO: O MAPA DO PRAZER

Nós, mulheres, precisamos romper com padrões historicamente impostos, a sexualidade e o prazer feminino ainda é um grande tabu. Não somos incentivadas a descobrir o próprio corpo e nossas zonas erógenas e muitos de nós acreditam que se tocar ou sentir excitação pode ser errado ou um grande pecado. O autoconhecimento é uma forma de auto-amor. Esse artigo tem o objetivo de ajudar várias mulheres a descobrirem o corpo e aos homens que desejam proporcionar prazer as suas parceiras, porém, é necessário transpor a mentalidade falocêntrica e reforçada pela pornografia de que o prazer no sexo reside unicamente na penetração e que somente o genita pode proporcionar o prazer sexual.

Vamos falar agora sobre 9 potenciais áreas erógenas do corpo feminino. Mas, porque potenciais? Cada corpo reage diferente, sendo possível um beijo no pescoço ser extremamente excitante para algumas pessoas e para outras não, tudo em sexo é subjetivo. Entender, experimentar estímulos e provocações no corpo te ajudará a entender quais são as suas zonas erógenas que promovem um maior potencial orgástico em você. Passar a ponta dos dedos, lamber, soprar, morder, acariciar, massagear e sugar são algumas das possibilidades para você explorar seu corpo dos fios de cabelo aos pés.

POR ONDE COMEÇO? QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS ZONAS ERÓGENAS FEMININAS?

1. Mente

A porta de entrada para o prazer, a nossa mente nos permite sentir ou não. É preciso estar relaxada para estimular as zonas erógenas. Muitas mulheres reclamam de não sentir prazer, quando você vai saber como foi o dia delas, descobre que estava exausta. Lavou, passou, trabalhou, cozinhou, brigou com o marido, cuidou dos filhos o dia inteiro, assim não há corpo ou mente que aguente. Deixar a mente receptiva, já começa no bom dia, na divisão de tarefas, em deixar a vida mais leve. A parceria na vida e na cama ajuda no prazer de ambos, ninguém sobrecarregado consegue ter um desempenho satisfatório e nem precisa, ajudem-se.


Como explorar? Além da divisão de tarefas, nesse caso específico não usaremos toques, língua saliva e etc, ajude a sua parceira a explorar as fantasias e os desejos, estimule a imaginação.Vale tudo sexting ou papo picante ao telefone, monte um ambiente ideal para o prazer e abuse da sacanagem falada.

2. Pele

Sem dúvida a pele é o nosso maior órgão sexual, cheio de neurotransmissores capazes de conduzir a bioeletricidade. Só de pensar nas sensações possíveis na arte de explorá-la, chega a me arrepiar daqui.

3. Pescoço

A região do pescoço é uma zona erógena masculina e feminina e vale super a pena explora-la durante o sexo. Nosso pescoço é repleto de terminações nervosas e as carícias do seu parceiro ou parceira podem ser muito interessantes para apimentar a relação. Invista em beijos, lambidas, mordidinhas e o que mais a imaginação mandar.

4. Orelhas

Pode até parecer clichê ou figurinha repetida, afinal já é explorada pela ampla maioria. Experimente mordiscar e beijar as orelhas, ou até carícias atrás dela. A região é sensível e pode proporcionar bastante excitação.

5. Interior das coxas

A parte interior das coxas é sensível ao toque, que tal umas mordidas de leves, beliscões e até lambidas. Uma brincadeira a dois com cubo de gelo na região pode apimentar e muito a relação.

6. Seios

Essa região é muito sensível, principalmente nos mamilos e na região ao redor deles. Estimule com a ponta dos dedos, lambidas e beijos também valem aqui. Vale até a brincadeira do quente e do frio, existem uma infinidade de produtos eróticos que podem ajudar ou até mesmo vocês podem usar uma pedra de gelo, tudo depende da sensibilidade da pessoa para não estragar o clima. Outra opção para estimular essa zona erógena é uso de vibradores de sucção, já experimentou?

7. Abdômen

É unanimidade que mulheres podem ficar loucas com os toques, mordiscadas e beijos na barriga. Dedique um tempo durante as preliminares para explorar a região entre o umbigo e o púbis, uma dica é passar a palma da mão suavemente no local. Alerta: chega a causar arrepios.

8. Bumbum, virilha e o polêmico ânus

Para estimular o Bumbum e a virilha recomendo o uso de óleos específicos para massagem sensual e o uso de vibradores como a varinha mágica. Já a região do ânus, além de polêmica, é extremamente vascularizada e pode proporcionar bastante prazer.

Para excitar a região é necessário deixar os tabus de lado, usando um gel para massagem é possível fazer uma massagem muito excitante no local. Vale beijos e lambidas, não comece logo nessa parte do corpo, para chegar aqui é preciso que a parceira já esteja excitada e o mais relaxada possível. Outra dica é usar o plug anal para explorar essa zona erógena.

9. Vulva, clitóris, vagina e todos os seus pontos

Toda essa área é erógena, os grandes e pequenos lábios, o clitóris, o prepúcio do clítoris, a glande do clítoris, a uretra e a entrada da vagina. Isso sem contar com a parte interna da vagina e os seus pontos de prazer. O Ponto G ou área G, é uma região de maior rugosidade e é possível estimulá-la com ajuda de um vibrador do ponto g ou com os dedos fazendo o movimento de "vem cá".

O Ponto U fica entre a uretra e o canal vaginal, próximo do clítoris, essa parte pode ser estimulada com os dedos língua ou com o próprio pênis. Outra forma de estimular a região é usando um vibrador Bullet ou uma bomba de sucção. Já o Ponto A fica no fundo do canal vaginal, próximo ao colo do útero. Para chegar na região é preciso que o pênis preencha todo o espaço da vagina, sendo mais fácil com a mulher sentada e movimentando bastante.

Descubra as suas zonas erógenas

Moral da história toda, cada corpo possui as suas zonas erógenas, o que para uma pessoa proporciona muito prazer para outra as vezes não provoca quase nada. O ideal é conhecer o seu próprio corpo e o do seu parceiro é uma aventura a dois e o fim dessa linda viagem é um presente, o orgasmo. Pronta para descobrir as suas zonas erógenas e como você pode excitá-las? Use da imaginação e relaxe e se precisar de ajuda, peça ao seu parceiro ou compre um lindo vibrador.

Como comprar um vibrador?

A parte de encontrar um parceiro para suas aventuras não conseguimos ajudar, mas aqui na Deus Me Livre, Quem Me Dera temos um monte de brinquedinhos eróticos como vibradores, dildos, géis e kits sensuais para você descobrir e explorar as zonas erógenas do seu corpo.